Em noite latina, UniCEUB/Brasília tira 10 no tango e vence Basquete Cearense

Colaborou Matheus Damasceno




Em jogo pela 19ª rodada do NBB(Novo Basquete Brasil), o UniCEUB/Brasília recebeu o Basquete Cearense, no ginásio da ASCEB. As pretensões eram de vencer e voltar à liderança da liga e a equipe Brasiliense não decepcionou a fiel torcida que compareceu ao ginásio. Com Lucas Mariano, Fúlvio, Deryk e companhia inspirados, a equipe cearense foi presa fácil para os Lobos.

A gerência de marketing da equipe resolveu proporcionar a quem esteve no ginásio da AsCEB uma noite latina, com músicas temáticas. Um dos ritmos executados no palco do confronto foi o tango e o time de lobos não perdeu tempo.




Na noite latina no Ginásio da AsCEB, até apresentação de tango teve. E quem tirou a nota 10 foi o UniCEUB/Brasília, ao abrir larga distância sobre o Basquete Cearense - Foto: Carlos Teixeira/Agência EB
Na noite latina no Ginásio da AsCEB, até apresentação de tango teve. E quem tirou a nota 10 foi o UniCEUB/Brasília, ao abrir larga distância sobre o Basquete Cearense – Foto: Carlos Teixeira/Agência EB

O primeiro tempo de jogo foi suficiente para o Brasília tirar nota 10 no tango e mostrar um basquetebol de qualidade, colocando uma extensa vantagem no placar. Ao final do segundo quarto, a vantagem já era de 27 pontos.

A displicência da defesa cearense foi motivo de ira do técnico Alberto Bial nos tempos técnicos. Enquanto o mentor perdia a paciência com sua defesa, o pivô dos Lobos fazia a “festa”. Foram 12 pontos, só no primeiro tempo.

Por duas vezes, Fúlvio e Lucas Mariano concluíram com sucesso a jogada "ponte-aérea". Decolagem autorizada rumo à Planaltina/GO - Foto: Carlos Teixeira/Agência EB
Por duas vezes, Fúlvio e Lucas Mariano concluíram com sucesso a jogada “ponte-aérea”. Decolagem autorizada rumo à Planaltina/GO – Foto: Carlos Teixeira/Agência EB

Com a vitória já encaminhada, o técnico do Brasília optou por usar o banco e rodar a equipe. Todos os 12 jogadores relacionados participaram do jogo. Ao final, a equipe brasiliense venceu por 88×52 – a maior diferença desta edição do Novo Baquete Brasil, e retomou a liderança do campeonato. “Recuperamos o que é nosso”, disse Daniel Alemão, pivô dos Lobos.

Após a partida, era visível a frustração pelo lado dos carcarás. “Sabíamos que eles viriam jogando e dando o máximo, mas entramos apáticos na partida”, disse Duda, ala/armador da equipe Cearense.




Vitória levou o UniCEUB/Brasília à liderança do NBB - Foto: Carlos Teixeira/Agência EB
Vitória levou o UniCEUB/Brasília à liderança do NBB – Foto: Carlos Teixeira/Agência EB

Bruno Savignani elogiou a atuação da equipe. “Fomos muito bem defensivamente, principalmente na disciplina tática”, disse o técnico. Já Lucas Mariano pontuou a defesa como o destaque na vitória. ”O fruto da nossa vitória, foi a defesa”, disse o cestinha do jogo, com 19 pontos.

Agora, os brasilienses descansam e voltam às quadras no dia 14, contra o Paulistano, na ASCEB, com transmissão da Esportes Brasília. Já a equipe cearense, recebe o Caxias do Sul, no dia 16, em Fortaleza.

Cortina “da depressão” funcionou como nunca
A grande novidade do UniCEUB/Brasília para a temporada 2016/17 do NBB foi a implantação da Cortina da Distração. Nas conversões de lances livres do adversário, aparecem atores tentando desconcentrar os atletas.

Cortina da distração deu certo! 35,7% de aproveitamento apenas dos lances livres pelos jogadores do Basquete Cearense - Foto: Carlos Teixeira/Agência EB
Cortina da distração deu certo! 35,7% de aproveitamento apenas dos lances livres pelos jogadores do Basquete Cearense – Foto: Carlos Teixeira/Agência EB

E a cortina deixou os jogadores do Basquete Cearense em depressão total. Dos 14 lances cobrados, apenas cinco foram convertidos pelos jogadores nordestinos. Em um dos arremessos, a bola nem chegou a bater no aro.

O aproveitamento total foi de 35,7% por parte dos atletas nordestinos.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Rener Lopes

Postado por: estadio