Presidente da FFDF dispara sobre quantidade de times no Candangão: dez clubes é o ideal

Em entrevista à Rádio DF10, parceira da Esportes Brasília, o presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal, Erivaldo Alves, fez uma análise da segunda divisão do futebol brasiliense.

Muitos jogos tiveram problema de adiamento pois faltaram ambulâncias e policiamento nos estádios. Erivaldo tentou se justificar: “Venho inicialmente pedir desculpas aos torcedores, à vocês da imprensa e a todos pelos problemas ocorridos durante a realização desta Segunda Divisão de Brasília. Como não foi possível que a Federação arcasse com os custos de arbitragem e ambulâncias, houveram problemas em alguns jogos da competição. Esperamos que estes ocorridos possam ser resolvidos para que não se repita no Candangão de 2018”, disse.

Sobre a quantidade de clubes para o Candangão de 2019, já que o regulamento da próxima edição prevê que 12 equipes disputem a competição, o dirigente foi enfático sobre um possível enxugamento do torneio e jogou a responsabilidade para os comandantes dos times.

“Para que seja mudado este quantitativo de clubes, devemos convocar uma assembleia com a presença dos 25 representantes dos clubes de Brasília. Eu, particularmente, sou da opinião de que o ideal seja de 10 equipes no nosso campeonato candango. Porém, isso tem de ser definido em assembleia. Os clubes é que devem decidir”, afirmou Erivaldo Alves.

Erivaldo Alves (E): "sou da opinião de que o ideal seja de 10 equipes no nosso campeonato candango" - Foto: Marco Antônio Tchefy/Divulgação
Erivaldo Alves (E): “sou da opinião de que o ideal seja de 10 equipes no nosso campeonato candango” – Foto: Marco Antônio Tchefy/Divulgação

Tempo ocioso
Depois da final deste último sábado (05), não haverá mais partidas profissionais no Distrito Federal em 2017. A primeira divisão, com o Brasiliense campeão, e a segunda divisão, com o Bolamense como vencedor, já foram encerradas. Ainda devem acontecer partidas do futebol feminino e as semifinais e final do Campeonato de Juniores, ambos considerados como categoria “amador” pela FFDF.

A Confederação Brasileira de Futebol determinou que partidas do Campeonato Brasileiro não poderão ocorrer fora dos estados de sede dos clubes. Assim, como o DF não tem times na primeira divisão nacional, partidas do Brasileirão não serão realizadas aqui.

O que fazer até setembro de 2017, data prevista para o primeiro Conselho Arbitral do Candangão 2018? Erivaldo garante que aproveitará o tempo que teremos para “colocar a casa em ordem”.

“Vamos criar várias comissões para definirmos o que fazer para melhorar nossa competição. Uma delas será com relação aos estádios. Outra será para avaliar o contrato de direitos de transmissão com a emissora detentora atualmente”, ressalta.

Em 2018, Bolamense e Samambaia vão substituir Brasília e Atlético Taguatinga, times que foram rebaixados para a segunda divisão local.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Sérgio Porto

Postado por: estadio

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O site estadionacionaldebrasilia.com.br é um portal independente que traz informações a população sobre o nosso estádio.

Informações sobre esportes em geral e eventos realizados no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

ANUNCIANTE: